Melhores cartas da Brothers of Legend | Yu-Gi-Oh!

Escrito por
Publicado em 03/12/2021
192 Visualizações, 0 Comentários.

Fala, meu povo!

Hoje vou falar sobre a nova coleção, Brothers of Legend, que vem carregada de novas cartas e reprints interessantes. Bora lá!

Piri Reis Map

Piri Reis Map é uma carta muito legal, podendo buscar qualquer monstro de nível 1 e 0 de atk do deck. Ela tem 3 restrições que não são tão restritivas assim aos decks que precisarem do seu boost de consistência, sendo um searcher garantido, ou um ótimo bait para a Ash Blossom & Joyous Spring. Sinceramente, cortar os pontos de vida pela metade não importa quase nada num jogo (apenas nas matches competitivas quando nos aproximamos do fim do tempo). Também, ter que fazer a invocação normal do monstro buscado para poder usar efeitos de monstros não é tão horrível quanto parece, pois ela dá certo exatamente com esses monstros que começam nossas jogadas e têm de ser invocados normalmente de qualquer forma. O que acho mais restritivo  é o fato de ela só poder ser utilizada no começo da main phase 1, o que conflita diretamente com o Pot of Extravagance. Porém, para quem usava esse pot, e agora quer usar o Piri Reis Map, a melhora na substituição pode ser clara, haja vista que o Extravagance não te garante acesso ao starter, enquanto o Map garante. Ademais, a Konami não dá ponto sem nó, e o Pot of Prosperity pode ser usado após o Piri Reis, sendo, inclusive, uma carta potencialmente melhor que o Extravagance.

Altergeist Pookuery

A Altergeist Pookuery é uma carta engraçada. Embora pareça não ser tão útil ao arquétipo, ela é sensacional para dar um turbo nas suas plays de Altergeist Hexstia, pois pode ser utilizada da mão, através de um efeito passivo. Além disso, quando for invocar outra Hexstia, ou um outro link do arquétipo, ela volta pra sua mão, ainda podendo utilizar o primeiro efeito naquele mesmo turno. Com certeza todos os jogadores de altergeist vão correr atrás dessa carta, então se for um deles, compensa comprá-la o quanto antes. Felizmente, não acredito que são necessárias 3 cópias dela por deck (corrijam-me se estiver errado), então seu preço não deve ser tão elevado.

Almas dos Magos

O reprint da Magicians Souls demorou (muito), mas chegou. Pendulum players - assemble! Seguinte, se for um jogador de pêndulo, compre essa carta o quanto antes. Mesmo que o reprint seja secret, muitas cópias dessa carta devem aparecer no mercado, pois sua printagem original foi ultra rara - então muita gente deve trocar de raridade, ou adquirir seu primeiro playset agora. Os valores aqui na MYP estão bem altos (e no TCG Player estão ainda maiores), mas quando nos aproximarmos do reprint, esses preços devem cair bem, então compensa esperar. Porém, se vir alguém vendendo nos grupos de Zap ou Facebook num preço acessível, pode compensar comprar já, pois um reprint em raridade maior, de uma carta que já era cara antes, não tem potencial de fazer os valores cair tanto. Vale lembrar que vem uma cartinha nova em fevereiro, que busca a Souls, e ainda é um mago de nível 6 ou maior para ser enviado ao cemitério pelo efeito dela, então logo mais ela vai subir vertiginosamente de preço de novo, então nada de pão-durisse se for jogar mesmo com ela.

HERÓI Maligno Ouro Ardente HERÓI Maligno Perdição Maliciosa

Os Evil HERO Adusted Gold e Evil HERO Malicious Bane também finalmente serão reprintados. Lá na gringa os valores desses caras estão absurdamente altos, mas aqui no Brasil não passam nem perto desse preço. Aqui na MYP mesmo temos alguém vendendo por R$200,00 o Gold (e duvido que venda fácil, mesmo com esse ótimo preço). O Bane aqui está mais caro que na Liga ou nos grupos, mas nem aqui nem lá acredito que esse cara seja fácil de movimentar. Infelizmente, os decks de HERO não são tão bons quanto gostaríamos de acreditar, mesmo com o lançamento do Destiny HERO - Destroyer Phoenix Enforcer. É que a carta de HERO, assim que é lançada, já é avaliada em uns R$300,00, e quase nunca torna o deck minimamente competitivo. Ou seja, é um for fun/rogue extremamente caro, que até pode ganhar torneios locais (eu mesmo já joguei muito de HERO e topei torneios locais), mas que não tem o menor potencial de tomar o controle do meta (ou ao menos participar ativamente dele), mesmo com o lançamento de uma carta que "escapa" do Nibiru, the Primal Being. O reprint é ótimo, mas não torna o deck tão mais barato (vide Vision HERO Faris,Vision HERO Increase, e o próprio DPE), e muito menos competitivo, eis que os Evil HEROs não são tão utilizados em builds de torneio.

Nibiru, o Ser PrimitivoMago Nerfado Anima Renunciado

Esses reprints são excepcionais. Todas essas cartas ou estavam em valores astronômicos para o que proporcionavam ao jogo (Nibiru, the Primal Being e Downerd Magician), ou estavam crescendo desnecessariamente de preço (Relinquished Anima). O Nibiru é essencial a qualquer jogador, pois sempre é utilizado pelo menos no side deck da maioria dos formatos. Uma cópia da Tin de 2019 não estava saindo por menos de R$75,00 aqui na MYP, e o primeiro vendedor a ter 3 cópias está vendendo por R$120,00 cada. Imagino que o valor caia para uns R$50,00 algumas semanas após o lançamento, embora deva subir de novo logo mais, então pode comprar suas cópias quando vir esse valor ou algum próximo (tanto maior quanto menor, claro).

A Downerd, porém, só estava com esse valor absurdo de R$50,00 (cópia mais barata), pois é utilizada em vários decks nesse formato (Virtual World, Phantom Knights, até mesmo Floowandereeze), e não tem reprints recentes. Agora com o reprint, seu valor deve cair bem, pois essa ausência era a única razão do valor. Todavia, pode fazer sentido comprar algumas Downerd Magician a mais do que precisar, pois se essa mania da Konami de não a reprintar continuar, daqui uns tempos seu valor vai começar a crescer novamente, sendo um possível investimento para o futuro. No momento, estão vendendo ela por R$30,00 aqui na MYP, enquanto lá fora vale em média R$20,00, então é só esperar chegar a competição que o valor da maga nerfada cairá.

Fascinação das Trevas Escavar Fóssil

Essas duas são legais. A Allure of Darkness não tinha reprints foils tão recentes, e agora com esse reprint vai ficar legal no deck de muita gente. Infelizmente, não há decks mono-Dark no meta que se beneficiem desse reprint possivelmente barato no momento (PK não precisa da Allure pra consistência), então o reprint é meio sem nexo. Porém, pode significar que no futuro ela será boa em algum deck aqui no TCG, então a oportunidade de comprá-la barata é agora. Ademais, é uma ótima staple pra se ter foil. A Fossil Dig só tinha uma printagem foil, e ela veio num OTS Pack de alguns anos atrás (OTS 17), estando com um preço um pouco salgado pra quem joga de dino. A Konami foi esperta e se aproveitou do embalo do reprint do Animadorned Archosaur na tin, e do lançamento em fevereiro de um novo arquétipo de dinossauros (Dinoruffia, algo assim no OCG), que faz uso da Fossil Dig. Também é uma ótima carta para se ter foil, e, a depender do preço, também pode ser um ótimo investimento para o futuro.

Gota Proibida Dragoon Negro de Olhos Vermelhos

Finalmente as cartas mais clamadas desse set - Forbidden Droplet e Red-Eyes Dark Dragoon! Infelizmente a Droplet pulou o tradicional reprint na tin, mas já imaginávamos que isso ia acontecer, pois seu reprint na Brothers of Legend foi confirmado antes mesmo de saírem as listas da tin desse ano. Felizmente, a Konami não deu uma de desinformada, e reprintou ela num set no mesmo ano da tin, e, melhor ainda, na mesma época da tin e de outras coleções de reprints (Maximum Gold: El Dorado),. Infelizmente, todavia, a Konami deu o famoso short print na Gota, então seu valor não cairá, e pode até subir um pouco mais do que está atualmente. Basicamente, o reprint só serviu pra introduzir mais cópias num mercado que tinha elas em falta, mas cujas cópias a mais não serão o suficiente para fazer o valor da carta cair - parabéns, Konami, quebrou as leis de mercado nessa aí.

Quanto ao Dragoon, só posso dizer que não acredito que esse reprint mude nada no preço da carta. É a mesma coisa que o reprint da droplet no OTS 16 - mas piorado, pois não nos ajuda a deduzir se o Dragoon vai ou não ser o alvo da banlist de janeiro. Eu, porém, não me abstenho da discussão, e, ancorado no fato de que a Predaplant Verte Anaconda contou com um reprint de fácil tiragem nesse ano (Maximum Gold), acredito que será ela o alvo da banlist, e não o Dragoon. Todavia, as únicas pessoas que vão dar dinheiro no Dragoon Starlight são colecionadores, e para eles tanto faz um eventual ban na carta, então vida que segue.

É isso, meu povo, espero que tenham gostado e até a próxima!

Comentários

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com os nossos termos de uso.