Brasileiros no Pro Tour - Eduardo César | Magic

Escrito por
Publicado em 28/07/2023
648 Visualizações, 0 Comentários.

Salve galera! Como vocês estão?

Me chamo Rafael Kenji, também conhecido como tchuco no MTGO, sou de Londrina - PR, jogo magic competitivamente há sete anos e há um ano me tornei um grinder no MOL e streamer(twitch.tv/tchucomtg). Hoje, dia 28/07, se inicia o primeiro Pro Tour Modern desde que os torneios competitivos retornaram. Com certeza um torneio bastante controverso por conta da presença de cartas que possivelmente serão banidas: The One Ring e Orcish Bowmasters .

Gostaria de apresentar para vocês algum de nossos brasileiros que nos representarão no torneio mais importante de MTG!  Hoje apresentarei a vocês, meu amigo Eduardo, A.K.A Duduzinho no mol. Classificado para o PT no primeiro Showdonw, mas adiou sua ida para o Pro Tour em Barcelona. 

https://twitter.com/LilDuduzin

                                                                           

Quem é "Duduzinho"? Qual a sua história com o Magic: The Gathering?

Meu nome é Eduardo César, tenho 30 anos e sou natural do Rio de Janeiro, mas hoje em dia moro em Cabo Frio. Comecei a minha história com o Magic em 96 ou 97... Meu primo tinha alguns baralhos na época, eu conhecia de ouvi falar, mas ainda não tinha condições de comprar... Em um aniversário de alguém da família, ele levou uns baralhos e a gente brincou, depois na casa dele alguns dias depois. Mas foi aquilo, bem mais na brincadeira. Mas, como as cartas sempre foram caras para minha realidade, acabei não jogando mais. Muitos anos depois, revi Magic quando me mudei para cabo frio em 2012, acabei conhecendo uma loja de mtg onde jogava RPG de mesa. Via o pessoal jogando, e junto com a minha necessidade de fazer novas amizades, perguntei para o lojista: “e aí, como faço para começar a jogar Magic com o pessoal?” Na época, estava próximo ao prerelease de Khans of tarkir, uma época muito boa para voltar a jogar por conta da fetch lands. O lojista me explicou o que era o prerelease, a diferença entre os formatos: t2 etc.

Desde então, fui mordido pelo bichinho do Magic, e isso não mudou desde então. Comecei em Khans, me apaixonei pelo draft e minha combinação preferida era o Mardu, fiquei um bom tempo jogando com essa combinação. Depois disso rolou uma aproximação natural com o cenário competitivo.

 

Quando começou a viver do Magic? Como foi o início do Grind?

Comecei a viver do Grind em 2021, já conhecia o mol, mas nunca tinha levado a sério como uma possibilidade. Porque ainda não conhecia sobre rent de cartas, serviços como o Manatraders, cardhoarder. Me parecia um custo muito alto ter as cartas no mol, mas os serviços de rent facilitaram esse processo. Meu amigo Hermano me falou, e desde então estou no grind.

 

Quais as expectativas para o pro tour? o que está pensando do draft e modern?

Sobre o metagame do Pro Tour: ele vai se desenhar entre os baralhos Rakdos Scam e o 4 colors, posso estar errado, posso queimai a minha língua, mas essa é minha aposta. Tenho me preparado para essas duas matchups, mas também vai ter bastante tron, amuleto titan e living end. E sobre o draft: gosto bastante desse draft. Acho muito divertido de se jogar, o power level é bem equilibrado as mecânicas são interessantes, ajuda bastante os jogadores que vão para o combate e usando truques de combate. A mecânica de tentar o anel é muito interessante e abre um leque de jogadas. As cartas raras, míticas, bombas etc. não são tão impactantes quanto as cartas incomuns, e elas são as verdadeiras chaves para o draft! Jogar um draft desse é divertido e gratificante. A cor mais forte é o preto, e as outras vermelho e azul. Verde é com certeza a pior cor, mas cria uma dinâmica interessante no draft, uma vez que vc estará draftando essa cor praticamente sozinho.

Pode falar um pouco da escolha do deck?

Deck 4 color elementais - Pioneer

Duduzinho - Pro Tour

Autor: tchuco

Main (60 cards)

Side (15 cards)

O deck que eu escolhi foi o 4 color elementais. O deck possui um late game assustador, muito recursivo, consegue fazer um snow ball fortíssimo com cartas como Omnath, Locus da Criação  e The One Ring . Teferi, Time Raveler e Wrenn and Six  são muito fortes. O início do jogo é um pouco difícil, e se você sobreviver ao earlie game, você criará muitos problemas e valor para seu oponente lidar. Na minha opinião é o deck mais forte!

 

Eu e o MYPCards desejamos o mais profundo GLHF para o meu amigo Duduzinho, e vamos todos empurrar ele no PT! 

Deixem seu comentário e me sigam nas redes sociais!

https://twitter.com/tchucomtg

https://www.twitch.tv/tchucomtg

 

 

Comentários

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com os nossos termos de uso.