Brincando com fogo

Escrito por CyberseTeamBR
Publicado em 14/12/2018
197 Visualizações, 0 Comentários.

Salve duelistas! No último final de semana fizemos algo arriscado, colocamos nossas cartas em sleeves vermelhas e fomos brincar com fogo. Mas calma que ainda não ficamos malucos rsrs

Na verdade, o atributo fogo ganhou um novo arquétipo e fomos experimentá-lo.

A experiência está logo à baixo junto com algumas análises.

 

 

Salamangreat

O novo deck fire é bem interessante, apresenta uma mecânica simples de se aproveitarem de efeitos que ativam no cemitério para se invocarem especialmente no campo enquanto lidam com as spell/trap do oponente.

O spam de monstros é combustível para acessar um extra deck ainda não muito diversificado, mas bastante promissor.

Esse deck estreou um novo conceito no jogo, a Reincarnation link summon, agora graças ao efeito do Salamagrande Santuário  , monstros links podem ser invocados do extra deck usando a sí próprios como matéria caso já estejam no campo, desencadeando efeitos adicionais.

 

Suportes e Techs

Como todos os monstros são do tipo Cyberse, usamos os melhores que pudessem nos ajudar: Lady Debug , Balancer Lord  e Garoto Widget .

Como os efeitos do monstro às do deck, o Salamangreat Heatleo , são melhores quando jogamos no segundo turno, aproveitamos para por algumas hand traps como: Ash Blossom & Joyous Spring , Ghost Ogre & Snow Rabbit e Effect Veiler  , afinal para jogarmos em segundo, tínhamos que ter algo que atrapalhasse o turno 1 do oponente.

 

Os Duelos

Nós enfrentamos Blue-Eyes, Dark Magician, Cyber Dragon e Shinobird.

Todos os duelos foram muito difíceis e as Techs cards nos salvaram várias vezes, Blue-Eyes tem uma facilidade incrível de por muitos monstros com ataque alto no campo, mas nos livramos de todos eles de uma vez só com Raigeki , sorte nossa que o Retorno dos Senhores Dragão  não estava no cemitério.

Raigeki  também fez milagre contra o Dark Magician, por inexperiência do oponente e por sorte nossa, ele não negou a Raigeki  mesmo tendo uma Navegação do Mago  no cemitério, ainda bem que ele esqueceu ^_^

Embalados pela sorte fomos confiantes enfrentar o Cyber Dragon mas quebramos a cara, rsrs, as cartas que queríamos não vieram e não deu tempo de chegarem, o deck sente falta de draw, será que deveríamos usar Pote dos Desejos ?

Contra Shinobird nós jogamos melhor e as chances que o oponente teria foram frustradas pela diva Ash Blossom & Joyous Spring .

 

Conclusão

O deck estreou cambaleando e sem chamar muito atenção, mas com um estrutural chegando em fevereiro e chances razoáveis de reprintarem até a Ash Blossom & Joyous Spring  (como ocorreu no OCG), o deck tem tudo para se popularizar e quem sabe dar o ar da graça em torneios regionais.

Uma dica – Não deixem de comprar as cartas que forem lançadas para o deck na próxima coleção (SAST), pois elas são cruciais e não serão reprintadas no estrutural.

Deixarei também alguns links úteis para mais informações sobre o deck:

Analisando o deck pós SOFU:  Análise + Deck List (vídeo)

Comentando as cartas novas: Cartas que lançam no estrutural  (vídeo)

Resumo das características e como jogar com o deck (em inglês): Guia completo  (artigo)

Até a próxima galera... 

 

Comentários