Report do Campeão - JediCon 2018

Escrito por Rody
Publicado em 22/11/2018
83 Visualizações, 0 Comentários.

Deck Deck campeão - JediCon 2018 - Standard

E aí galera!

Aqui quem fala é o Rody e eu vou contar para vocês como foi o Premiere Star Wars Destiny neste fim de semana, o maior Store Championship deste ano!
O torneio ocorreu no dia 10/11, sábado, dentro do Evento JEDICON® 2018 (A JEDICON® é uma convenção dedicada a Star Wars, produzida e organizada pelos Conselhos Jedi no Brasil).

A abertura dos portões para os participantes do torneio aconteceu às 9 horas e na chegada o espaço já estava sendo preparado, com todas mesas de jogo posicionadas e o pessoal da organização pronto para nos atender. Quem ainda não havia preenchido sua decklist poderia preencher na hora, o torneio oficialmente só começou às 11 horas.

A Preparação

 Optei por jogar a JEDICON® de SAD (Snoke Aphra Droid) pois de todos os decks que temos hoje no meta, este é o que apresenta a melhor consistência. É uma estratégia de Rush Damage, ou seja, uma corrida para causar a maior quantidade de dano no menor número de Rounds possíveis. O deck com uma vida muito satisfatória (11+10+6 = 27) e que tem potencial de causar uma quantidade de dano absurda com as cartas certas na mesa SEM PRECISAR ROLAR UM DADO SEQUER. O que sustenta essa lista são três pilares básicos:

  • Consistência: Além da flexibilidade da Power Action do Snoke - Supreme Leader, os focos nos dois dados dele fazem com que seu oponente tenha que estar muito preocupado com a correção que irei fazer, é muito difícil não conseguir extrair o máximo potencial dos meus dados, o oponente tem que gastar suas remoções de forma sabia.
  • Engrenagem: Doutora Aphra - Caçadora de Artefatos tem uma habilidade absurda nessa composição de time que faz com que a engrenagem não pare de girar, tornando isso um dos pilares do deck. Ao causar dano indireto em si mesmo você pode comprar uma carta. Pode parecer algo simples, mas por diversos jogos, quando a remoção que eu precisava para segurar o jogo ou a carta que faltava pra finalizar um personagem não vinha no DRAW do Round, a Aphra me permitia comprar com sua habilidade. Isso faz com que em poucos Rounds a engrenagem gire de forma que você possa comprar o que precisa para manter o jogo a seu favor.
  • Volume de Dano: O grande trunfo do deck são as cartas que causam dano independente de rolar ou não dados. Você consegue descer na mesa suportes que causam dano SOMENTE pela ativação. E o volume de dano é muito grande para seu adversário absorver na vida. Ele não controla esse dano pois independe de quais dados estão na mesa. Decks com uma media de 20–22 de vida acabam se tornando presas fáceis para SAD quando você consegue montar a mesa com suas principais cartas.

Minha preparação foi em um espaço de 2 a 3 semanas, repensando e discutindo a lista nas horas vagas e participando dos campeonatos semanais que acontecem toda quinta às 19h45 na Academia de Jogos em SP. Na primeira semana eu testei Thrawn - Mestre Estrategista/Snoke - Supreme Leader, que é um deck muito eficiente e consistente. Fiz 3–1 mas percebi que em 4 partidas eu já havia fritado mais da metade dos neurônios, estudando as possibilidades na mão do adversário entre outras jogadas que seriam mais efetivas. O deck é MUITO BOM, porém usar ele esbarra na pouca vida, na facilidade em ser derrotado por SAD caso o adversário construa mais rápido que eu e no cansaço físico e principalmente mental que ele causa. Para um torneio de longa duração, talvez o desgaste prejudique seu desempenho.

Na segunda semana resolvi testar SAD, com uma lista 10% diferente da atual. Novamente fiz 3–1 mas desta vez foi um resultado bem mais consistente, além de ter uma única derrota por conta de um GOD ROLL do adversário (GOD ROLL de menos de 2% de probabilidades…). Mas é algo que temos que contar, não só pela sorte como pela qualidade de quem eu estava enfrentando. Saí do torneio seguro de que aquele deck era o que me daria uma maior chance de um bom resultado na Jedicon, sendo assim, resolvi investir todo meu tempo disponível em fazer testes contra o meta, alterar cartas para testar variações de jogo.

Na terceira e última semana antes do evento eu participei do semanal novamente com SAD, fazendo um teste em uma última carta, meu último desafio antes do grande dia. O resultado não podia ser melhor, fiz 4–0 em partidas muito difíceis contra adversários muito habilidosos. Mas aquela era a prova final de que eu tinha feito a escolha certa e meu deck estava fechado e prontíssimo para o grande dia.

Bom, acho que é a hora de falar sobre o Deck então!

O Deck

A ideia básica do deck é construir uma forte mesa com meus suportes usando Tech Team  e a Doctor Aphra - Artifact Hunter  enquanto uso a Power Action do Snoke - Supreme Leader, 0-0-0 e BT-1 para gerar muito volume de dano indireto castigando o adversário. Escudo Bolha, Ilusão da Força e Manobra Perigosa, juntamente com várias cartas de mitigação de custo zero, são utilisadas para manter Snoke - Supreme Leader e Doctor Aphra - Artifact Hunter vivos pelo maior tempo possível até que a quantidade de dano que eu possa causar seja tanta que meu adversário não pode mais absorver. 
 
Dividi a lista em 4 tipos de cartas e suas funções na estratégia do deck, que são SUPORTES DE DANO, CARTAS DEFENSIVAS, RAMP e TRICKS.

Suportes de Dano

  • 0-0-0: Carta MVP do Deck, toda vez que você se causa dano, causa um indireto no adversário. Em um deck onde a estratégia é se bater pra comprar cartas e causar dano, só essa habilidade é responsável por 10–20% do dano causado no adversário.
  • BT-1: Segunda carta mais importante, o droid BT-1 causa um de dano em você, um no adversário, triggando a Aphra e o 0–0–0. Tem um dado com 4 lados de dano, ou seja, excelente carta.
  • Ark Angel: Suporte que quando ativado, pode ativar mais dois suportes. Acelera seu jogo colocando volume de dados na mesa para pressionar seu adversário, o que é muito positivo pois o deck geralmente é bem lento.
  • Climate Disruption Array: A carta que você quer na mesa no máximo no round 2! A Matriz causa dois de dano em você, dois no adversário, triggando a Aphra e o 0–0–0. Novamente ter uma na mesa acelera a engrenagem e o volume de dano, imagine agora DUAS na mesa com o 0–0–0…. são 6 de dano todo turno no seu adversário, tomando 4 (desses 4, 3 podem ser absorvidos pelo escudo bolha).
  • Hailfire Droid Tank: O veículo Droid pesado que quando entra já causa estrago. Ele causa 1 de dano indireto para cada veículo que entrar, sendo que ele mesmo já ativa esse efeito. Além disso, todo droid pode ser ativado no momento em que é jogado, novamente isso inclui ele. Tem 4 dados muito bons de dano e, é claro, NÃO TEM BLANKS...
  • Podracer: Um veiculo de custo 1 que ao ser rolado, se sair blank volta para a mão. Parece uma desvantagem, certo? Não se Hailfire estiver em campo, pois cada vez que você pagar esse um pra descer, causa um de dano indireto pela habilidade do Hailfire. Eu falei que essa carta tem emboscada?

Defensivas

  • Ilusão da Força: Um clássico defensivo para aparar dano, excelente contra decks melee que abusam de modificadores, mas também pode ser muito bem usada pra prevenir o dano que você causa em si mesmo com seus suportes. O adversário leva dano, você apara no Ilusão. Uma das melhores cartas do jogo.
  • Escudo Bolha: A carta que faz a diferença no mirror match, é essencial para absorver o dano indireto que você causa em si mesmo, mas te protege também do dano indireto dos adversários.
  • Dangerous Maneuver: Remove um dado de dano e causa dano indireto em você mesmo equivalente ao valor do dado removido, dano que pode ser causado no droid para proteger a Aphra e o Snoke, pode ser causados no escudo bolha ou até no seu Ilusão da força. Preciso lembrar que essa carta ainda vai triggar a Doctor Aphra - Artifact Hunter e o 0-0-0 ?
  • Hidden Motive: Remoção de custo zero que escolhe um símbolo, se cair remove, se não cair já não esta mais no lado que te incomodava. Excelente carta.
  • Excesso de Confiança: Carta que rerola dois dados e remove o de menor valor, bagunça o jogo do adversário removendo um dado. Excelente quando você precisa tirar um dado com especial da mesa.
  • Sinta Sua Raiva: Remove UM DADO PARA CADA BLANK na mesa do adversário, nem preciso dizer que contra adversários azarados essa carta faz um ESTRAGO!
  • Ele não gosta de Você: Um a remoção de custo zero onde você simplesmente remove um dado seu pra remover um dado de um oponente. Muito eficaz quando você precisa tirar o assustador dado de Onda da Força da Pool.
  • Manobra Perigosa: Cura dois da sua vida e se causa dois indiretos, que podem ser causados no droid para proteger a Aphra e o Snoke, podem ser causados no escudo bolha ou até no seu Ilusão da força. Preciso lembrar que essa carta ainda vai triggar a Doctor Aphra - Artifact Hunter e o 0-0-0 ?

Ramp

  • Equipe Técnica: Carta importantíssima para abrir o jogo, pois você reduz o custo de qualquer suporte que for jogar em um ao virar essa carta. Ajuda a ter controle sobre seus recursos desde o começo do jogo para não faltar dinheiro quando você mais precisar.

Trick

  • Relentless Pursuit: O trick mais assustador do Deck, pressiona seus adversários de uma forma absurda. A carta em si é simples, transfere dois de dano de um personagem do adversário para outro, ignorando escudos. O que ela causa é um estrago gigantesco, pois através do volume de dano, você acaba deixando personagens do seu adversário “pendurados” com pouca vida muito rapidamente, fazendo com que um personagem só com dois de vida possa ser alvo dessa carta. Isso cria uma situação de insegurança no seu adversário pois ele não sabe quando pode perder o personagem, ele pode estar contando com a ativação e perder antes. É um trick tanto mental quanto de mesa.

É muito importante dizer que as cartas de defesa interagem com as de dano para que eu possa me defender causando dano através do 0-0-0 e comprar cartas com a habilidade da Doctor Aphra - Artifact Hunter!

O Torneio

  • GAME 1 - vs Talzin Dooku (Bruno Casanova)

Foi uma partida ligeiramente fácil, pois na mão inicial eu vim com os dois droids, um escudo bolha e uma matriz. Fiz a PA do Snoke - Supreme Leader no recurso da Doutora Aphra - Caçadora de Artefatos para descer tudo no round 1, com a compra de cartas da habilidade da Aphra consegui pegar remoções de custo zero para controlar meu adversário. Ele ainda conseguiu ser bem agressivo no Round 2 mas no Round 3 não teve mais como suportar o volume de dano. 1–0

  • GAME 2 - vs Talzin Dooku (Douglas Vakaum)

Também não foi uma partida complexa pois desci BT-1 no Round 1 com escudo bolha e 0-0-0 com Matriz no Round 2. No Round 3 já não havia como meu adversário ganhar pois eu tinha pelo menos 8 de dano pra causar sem precisar utilizar nenhum dado da Pool. 2–0

  • GAME 3 - vs KRAP — Kylo Ren Aryndha Pryce (Bruno Scaraveli)

Nesta partida eu tive um pouco de dificuldade, meu adversário bateu 5 na Doctor Aphra - Artifact Hunter e eu só tinha o 0-0-0 na mesa. Ele usou Ordens Novas para trocar o campo e dar mais 3 de dano na Aphra, clamando logo em seguida. Consegui usar Manobra Perigosa para controlar um pouco o dano e na compra da Aphra consegui sacar uma Matriz. Fiz BT-1 no Round seguinte e ele matou Aphra e Battle Droid, porém por dois turnos seguidos ele esqueceu de chamar a carta do Kylo e não causou dano. Aí foi só descer uma Hailfire Droid Tank e um Podracer pra finalizar a partida. 3–0

  • GAME 4 - vs Snoke Talzin Ciena (Fernando Caprino)

Segunda partida mais difícil do dia, estava enfrentando um dos adversários mais bem preparados, além de um grande amigo. Foi um jogo emocionante pois tentei a todo instante controlar os recursos dele, ele havia usado uma magia de bruxa e revelado DOIS RESSURGIR! Eu tinha em mente que não poderia deixar ele usa-los. Com 4 cartas na mão do meu adversário eu joguei uma Sonda e consegui acertar um veiculo e uma melhoria… Em uma nova tentativa de descarte, sabendo que das três cartas que ele tinha na mão, duas eram Ressurgir eu me arrisquei e consegui acertar justo a carta que eu não queria, uma sonda… ele conseguiu recuperar 5 de vida do Snoke - Supreme Leader e ainda tinha outra possibilidade de recuperar mais 5 na mão. No turno seguinte joguei em volta dos recursos dele, removendo tudo que podia para ele não jogar o ressurgir. Ele teve um turno ruim com 3 blanks seguidos e tentei um descarte para duas cartas na mao dele. NOVAMENTE NÃO CONSEGUI TIRAR O RESSURGIR rs mas pelo menos deixei ele sem opções com uma carta na mão, ele foi obrigado a queimar sua última cura e no turno seguinte eu fiz o dano pra finalizar o game. Foi uma partida tensa e muito difícil, mas o resultado me deu mais confiança para seguir. 4–0

  • GAME 5 - vs SAD — Mirror Match (Leonardo Vinicius)

Graças ao treino com meu amigo André Belote durante a semana do evento eu pude estudar e me preparar para o Mirror Match. No evento semanal de quinta feira também já havia jogado contra o Fernando Caprino de Mirror, então eu sabia muito bem o que fazer. Léo abriu com BT-1 e não desceu 0-0-0 até Round 4. Eu consegui abrir com 0-0-0 e uma Climate Disruption Array, além de no turno seguinte trazer o BT-1 para mesa. Como eu já tinha uma Equipe Técnica na mesa, consegui construir com mais rapidez e facilidade, apesar de no end game a habilidade do meu adversário me colocou numa situação de sufoco que eu não podia usar minhas duas Matrizes pois iria me matar antes de ganhar. Consegui descer Ilusão da Força e causar o dano sem morrer primeiro. 5–0

  • GAME 6 - vs TaCos (Marcelo “Sashimi” Fraga)

Não houve partida pois meu adversário estava MORRENDO DE FOME rsrsrs ele concedeu para poder ter um tempo para comer hahahaha. 6–0

  • TOP 8 - vs Yoda Cassian Aggro (Tiago Coelho)

Com certeza a partida mais difícil do dia, não comprei nenhum droid Round 1, apenas uma Climate Disruption Array. Ele conseguiu matar minha Doctor Aphra - Artifact Hunter e meu Droide de Batalha muito rápido, utilizando o Cassian Andor - Rebellion Operative com saque rápido, e eu não tive como controlá-lo. A minha vitória só aconteceu graças a um descarte certeiro no Round dois fazendo PA do Snoke na Aphra para transformar um descarte em 3. Eu consegui tirar da mão dele 1 Hyperspace Jump e 2 Segunda Chance. Quando vi isso acontecer, parti pra cima do Cassian Andor - Rebellion Operative com tudo e no Round 3 consegui descer outra Matriz e o 0-0-0. Aí ele já não podia aguentar o volume de danos indiretos mesmo com a quantidade de escudos que ele estava fazendo por round. 1–0

  • Semi-Final - vs Kylo/Snoke (Lucas Gonçalvez)

Mais uma partida contra um grande adversário e amigo, Lucas vem tendo resultados incríveis nos Stores desta temporada, além de ser campeão do Semestral da Academia de Jogos. Foi uma partida difícil pois ele conseguiu matar meu Snoke - Supreme Leader no Round 2. Isso acabou com metade dos meus dados de personagem e tirou a Power Action que é peça importantíssima para a estratégia deste jogo. Consegui acertar um Relentless Pursuit transferindo dois de dano do Kylo para o Snoke dele, matando-o sem nem ao menos ele poder ativar o personagem antes. Eu fiquei controlando o que pude os dados dele e consegui por sorte descer a tempo meus dois Droide de Batalha e duas Hailfire Droid Tank, além de uma Climate Disruption Array. Somente o Droid ficou vivo com 3 de vida no fim da partida, mas mesmo curando com Ancient o Kylo dele sozinho não suportou o dano de todos meus suportes. Assim eu cheguei a grande final! 1–0

  • Final - vs Yoda/Cassian Mill (Eduardo Salgado)

A final era melhor de 3 sem tempo e eu iria enfrentar um deck de Mill. O tempo é o maior inimigo do deck do meu adversário e ele estava em situação favorável por não precisar se preocupar com isso. Estava com receio de ver ele tombar meus Droide de Batalha e eu não começar no meu campo, mas fui na cara e coragem pro jogo. Meu adversário ganhou a rolagem de dados e escolheu o campo dele me dando os INÚTEIS ESCUDOS rs. O primeiro game foi um grande desafio pois eu NÃO DESCI O 0-0-0 até a última mão daquela partida. Eu tive muito azar nas compras de cartas, cheguei a comprar por dois Rounds seguidos somente remoções, o que não é muito útil contra Mill. Mas felizmente desci duas Climate Disruption Array e o BT-1 e no fim do jogo ele não suportou o volume de dano. 1–0
Na segunda partida, acho que meu adversário estava tão nervoso que resolveu arriscar jogar no meu campo, o que é um grande equívoco, pois através do meu BF eu trago um suporte do descarte pagando um a menos. Se você descarta meu droid importante eu reinvindico e trago ele de volta DE GRAÇA (caso ainda não tenha utilizado a habilidade da Doctor Aphra - Artifact Hunter)!

Nesta partida o jogo aconteceu como eu esperava e eu coloquei os dois droids (BT-1 e 0-0-0) e uma Matriz até o fim do Round 2. Ele por sua vez desceu o Agente Solitário para tentar ficar se curando, mas da mesma forma que priorizo controlar o dado do Onda de Força quando meu adversário baixa essa carta, eu controlei TODO TURNO o dado de cura dele até conseguir matar o Yoda - Mestre Envelhecido. Acertei diversas vezes o dano da Aphra com a PA do Snoke e meu adversário apenas conseguiu por uma vez descer Segunda Chance para estender a vida dele em 5 pontos. Mas não foi o suficiente, o volume de danos que SAD causa sobrepuja qualquer deck de dois personagens e a não ser que o deck seja MUITO RÁPIDO para ganhar, com o tempo ele não terá vida para se sustentar. Vitória no jogo dois e o título INVICTO da Premiere JEDICON 2018! 2–0
 

É isso aí pessoal, espero que vocês tenham gostado do Report do torneio, quaisquer dúvidas sobre o deck, não deixem de perguntar!

Encontro vocês no Nacional de Star Wars Destiny 2018!

Abraços,

Rody

ps: esse report também foi publicado no ForceRoll

Comentários