PPTQ Presidente Prudente 19/08/18 [report campeão]

Escrito por Nandoarapa13
Publicado em 22/08/2018
339 Visualizações, 0 Comentários.

Olá, meu nome é Fernando dos Santos Pereira, conhecido mais como “ferblack”, este hobby começou em Kaladesh, e no dia 19/08/18, joguei meu terceiro PPTQ no formato Modern, na Geex em Presidente Prudente.

Modern é um formato que eu não tenho afinidade, em fase de iniciação no formato, decidi montar um deck UW Spirits, e decidi viajar até o local do PPTQ apenas para trocar cards e conseguir a parte restante do deck.

Na noite anterior, acertando os detalhes para a viagem, decidi participar do evento para aproveitar a viagem e também conseguir mais experiência dentro deste formato tão diverso, me emprestaram um deck Naya Burn.

Talvez a parte mais importante de toda a preparação, foi durante uma conversa com o Basdão (vencedor do PPTQ em Maringá), que através de um “boa sorte”, me transmitiu toda a energia positiva do topdeck! Valeu mano!

Vamos ao evento!

Rodada 01 – Eldrazi Tron
Primeiro jogo, fui literalmente atropelado, e da mesma forma dei o troco no segundo, no terceiro game, meu oponente fez Cálice do Vácuo para 1, em um momento em que eu já estava com o Goblin Guide em campo pressionando, na sequência meu oponente não encontrou o terceiro land e eu finalizei com 1 Hélice de Raios e 2 Amuleto Boros. (1-0)

Rodada 02 – UR Magos
Popularmente conhecido como Pauper no Modern, o UR Magos é um deck que tem muita explosão, e danos muito efetivos, nem esquentei a cadeira quando o jogo já estava finalizado em 2x0 para meu oponente. (1-1)

Rodada 03 – RG Ponza
No jogo 01 comecei com uma pressão razoável, mas uma Centaura-caçadora de Crufix, atrasou meu jogo, até um ponto onde utilizei um Quebra-crânio, levando meu oponente a 3 pontos de vida, com 1 Amuleto Boros, fui surpreendido por um Thragueopresa, que me finalizou. Jogo 2, minha abertura foi ótima e ele não teve tempo para reagir. No último jogo, mantive uma mão muito agressiva, entretanto com apenas um terreno, após fazer Goblin Guide no primeiro turno, e ter o terreno destruído no segundo turno dele, passei um tempo sem terreno, mas depois encontrei mais três seguidos e consegui voltar para o jogo, até um momento onde meu oponente tinha 11 de vida e me atacava com um Arbor Elf, até um momento onde eu tinha 5 de vida, e comprei um Eidolon da Grande Festança, que foi bloqueado pelo elfo restante, neste momento o oponente conjurou um Rastreador Incansável, indo a 9 de vida, que foi respondido por um Boros Charm, que me levou a 3 de vida e ele a 5, na minha fase de manutenção, em resposta a ativação de uma pista, um Searing Blood limpou o caminho, levando ele a 2 de vida e eu a 1, no momento em que o Eidolon da Grande Festança finalizou o jogo com um ataque. (2-1)

Rodada 04 – Humanos (Chicão)
No primeiro jogo, abri com Goblin Guide e 2 Eidolon da Grande Festança que puniram demais, no segundo jogo, uma Shattering Spree resolveu o problema do Aether Vial, e o Eidolon da Grande Festança fez o restante do trabalho. (3-1)

Rodada 05 – KCI (Gustavo)
Após ver os emparceiramentos, eu já sábia o que ia encontrar pela frente, pois em Maringá assisti vários jogos do Gustavo, que neste momento estava 4-0, sabia também sobre a consistência do deck e que as suas principais armas seriam o ganho de vida com Natures Claim e a consistência do combo, além disso, o Wurmcoil Engine poderia se tornar um problema se entrasse cedo em campo. No jogo 1, mesmo aplicando uma pressão boa, ele combou no terceiro turno, não dando tempo para qualquer tipo de resposta, o segundo jogo, abri com Goblin Guide e Rest in Peace, que o atrasou suficientemente para que eu reduzisse meu oponente a zero pontos de vida. No terceiro jogo, o Wurmcoil Engine entrou muito rápido no campo de batalha, realizando um estrago irreparável, que não pude finalizar a tempo de prevenir o combo. (3-2)

Rodada 06 – Tron
Era um jogo de vida ou morte, por ter enfrentado oponentes que estavam muito bem no torneio, meu percentual de vitória de oponentes era bem satisfatório, e me dava chances de integrar o top 8 caso eu vencesse. Tron é um jogo relativamente fácil para o Burn, e eu já sabia o que esperar do deck, precisava também tomar cuidado com o Wurmcoil Engine, no jogo 1, uma mão bem boa o finalizou antes que ele dominasse o jogo. No segundo game o Vidente do Nó do Pensamento atrasou o ataque das minhas criaturas, que foram sacrificadas para que pudesse sobreviver até finalizar com dano direto. (4-2)

Como esperado, com a vitória me classifiquei em sétimo lugar, vamos lá!

Top 8 – KCI (Gustavo) – A hora da vingança (parte 01)
No primeiro jogo uma mão incrível (land, Monastery Swiftspear, Amuleto Boros, 2x Lava Spike e 2x Raio), finalizaram o jogo no terceiro turno. No segundo jogo, a mão foi boa pois tinha 2 Eidolon da Grande Festança, que são um problema e tanto para ele, mas que foram rapidamente contornados com dois Raio, mas ele não encontrou o terceiro land, e os danos diretos finalizaram o jogo.

Top 4 – UR Magos – A hora da vingança (parte 02)
O jogo parecia uma briga de faca, literalmente um combate aberto, no primeiro jogo venci a corrida, finalizando com apenas 2 pontos de vida, no segundo jogo foi a mesma coisa, em um momento crítico do jogo uma Hélice de Raios inverteu a corrida, e meu oponente realizou um ataque arriscado me levando a um ponto de vida, quando eu não tinha cartas na mão, deixando um terreno em pé, ao conjurar um Rift Bolt fatal, meu oponente estendeu a mão e revelou um Dispel, neste momento eu passei a aguardar o vencedor entre Humans e Hollow One.

Final – Humans (Chicão) – A hora da verdade!
Quando ele venceu, logo pensei, dei o troco em dois que me venceram durante o suíço, será que eu perderia para aquele que eu venci durante o torneio? Ainda lembrei do último PPTQ que joguei, onde perdi na final. Vamos ao Jogo!
No primeiro game, uma mão com danos versáteis, permitiram que eu mantivesse o caminho aberto para conectar as criaturas. No segundo, eu não consegui causar sequer um de dano no meu oponente, QUE ABSURDO, foram alguns Kitesail Freebooter e também o Sin Collector, quando eu pensei que já tinha acabado, veio uma Imagem Fantasmal copiando o Sin Collector, que também descartou meus fogos. No terceiro ele fez Hierarca Nobre, que foi removido por uma Searing Blood, enquanto eu continuava pressionando com a Monastery Swiftspear, meu oponente fez outro Hierarca Nobre e não encontrou o segundo land naquele momento, eu fiz 2 Lava Spike, obrigando ele a bloquear e perder o Hierarca Nobre, quando ele conseguiu o segundo e terceiro lands, o jogo já estava com os minutos contados, até o momento em que eu finalizei com um Skullcrack. GG!

 

Comentários