Melhores cartas da Legendary Duelists: Synchro Storm | Yu-Gi-Oh!

Escrito por
Publicado em 25/10/2021
227 Visualizações, 2 Comentários.

Coé, rapaziada!

Hoje vou falar sobre a Synchro Storm, coleção que vai ser lançada no fim dessa semana internacionalmente (tomara que logo chegue aqui também), mais especificamente sobre as melhores cartas lançadas e/ou reprintadas nessa coleção. Bora lá!

Baronne de Fleur

De início, temos a melhor carta da coleção, Baronne de Fleur! Também chamada por mim (e apenas por mim, apenas nesse texto haha) de sincrão 10, essa é a carta que salta os olhos de qualquer jogador. Primeiro synchro nível 10 com negação, ela torna o deck Swordsoul muito mais relevante competitivamente, pois permite campos de turno 1 mais potentes, além de ter um ótimo efeito para quando você é obrigado a jogar em segundo. Outra característica da carta é seu texto diferente quanto à negação de cartas ou efeitos: permitindo uma negação por turno, apenas uma vez enquanto estiver com a face para cima no campo (talvez a Konami tenha aprendido a criar cartas boas que não sejam facilmente abusáveis no jogo). Ou seja, negou Nibiru para se proteger? A menos que consiga desencampar a Baronne, e voltá-la ao campo no mesmo turno, não terá mais a sua interação no próximo turno, sendo um ótimo exemplo de carta forte e saudável no jogo - o oponente com certeza agradece haha.

Imagino que essa carta será a mais cara da coleção, competindo em preço com a ghost rare (que na minha opinião deveria ter sido a própria Baronne, e não o Clear Wing Synchro Dragon, mas vida que segue), então pode preparar o bolso se quiser jogar de Swordsoul no próximo formato - lembro que, além da Baronne, uma engine de Swordsoul não deve sair por menos de R$ 1.000,00 - podendo/devendo custar bem mais que isso!

Lirilusc - Tordo Enlazazul

Em segundo lugar coloco a Lyrilusc - Ensemblue Robin, juntamente a: Lyrilusc - Bird Call, Lyrilusc - Celestine WagtailLyrilusc - Beryl Canary, e os reprints do resto do arquétipo. Como todos já devem saber, no Yu-Gi-Oh, a beleza de um arquétipo provavelmente é traduzida na força desse arquétipo. Embora não necessariamente signifique que o deck será tier 1, um deck bonitinho pode (quase) sempre contar com alguma representatividade nos grandes torneios, e a Konami vai recompensar os dedicados pilotos (achou que não ia ter referência ao Choque de Cultura?! Achou errado, otário), criando cartas ainda mais fortes para essa player (ou fan) base.

O que isso quer dizer nessa situação? Que essa mocinha, a Ensemblue Robin, é uma carta muito forte, é isso que quer dizer! Ela ganha ataque para cada material embaixo dela, o que para um deck como o lyrilusc significa que ela deve ter quase sempre o ataque de um Blue-Eyes White Dragon, e, além disso, tem um efeito que deixaria o Hieratic Seal of the Heavenly Spheres tresloucado! Ela pode dar bounce quando o seu oponente fizer uma special summon, tantas vezes quantos materiais ela tiver! Além disso, se ela cai no cemitério devido a uma carta do oponente, ela pega uma outra carta do arquétipo e volta pra mão - follow-up garantido. E mais, contanto que ela tenha a passarinha certa como material, ela não pode ter seu controle trocado (lo siento, Triple Tactics Talent), e não pode ser alvo de cartas do seu seu oponente (vaya con Dios, Infinite Impermanence).

O deck também conta com uma necessária starter nessa coleção, a Lyrilusc - Bird Call, garantindo mais consistência nos combos de passarinhas. O campo final desse deck termina com um Number F0: Utopic Draco Future, sendo algo a se ficar atento quando for se preparar para torneios grandes, nos quais decks rogues têm uma boa chance de topar devido ao desconhecimento dos oponentes sobre as match-ups.

Obviamente não é essa nova gama de suportes que transforma as passarinhas em tier 1 (ou até mesmo tier 2), porém, é um deck interessante a se observar, e, a depender dos preços e das builds, pode ser legal montar para jogar locais e até mesmo eventos grandes, haja vista que não deve ser tocado pela banlist.

Velocidaroide Taketomborg  Velocidaroide Terrorpião

Finalmente, vêm os Speedroids, deck já antigo, que é um favorito da player base! Brincadeira, nunca joguei com ou contra o deck, e raramente vejo replays de pessoas usando ele, mas a Konami achou que era hora de criar novas cartas para o arquétipo. Após breve estudo das cartas novas, e tendo visto alguns replays ("Hello, guys, The DB Grinder here" intensifies), acho que posso afirmar que a melhor delas é o Hi-Speedroid Cork Shooter, que busca uma uma magia/armadilha do arquétipo na invocação, ou te permite trazer de volta do cemitério todos os monstros utilizados pra invocá-lo! Também está no páreo o Hi-Speedroid Clear Wing Rider, que volta monstros de vento do cemitério para o deck, e destrói cartas do seu oponente (SEM DAR ALVO, legal) igual ao número de cartas embaralhadas, ganhando ataque para cada uma se isso acontecer. Além disso, ele ainda pode invocar synchros de vento de nível 7 ou menor do seu extra deck no turno do seu oponente, o que pode ser abusável a depender do que você invocar por esse efeito. Faz sentido lembrar que o deck te limita a monstros de vento, mas, hoje em dia nenhuma limitação vem sem suas benesses - no caso do Speedroid, vêm à mente cartas como Virtual World Kyubi - Shenshen, Martial Metal Marcher, Mecha Phantom Beast Auroradon, e o Crystal Wing Synchro Dragon, sendo o deck no mínimo interessante.

Sinceramente, acho que a intenção era reprintar cartas como Speedroid Taketomborg e Speedroid Terrortop, utilizáveis em decks meta como Virtual World e Cherubini/lv3 Turbo (também conhecido como Phantom Knights), mas a Konami deve ter pensando: ei, por que não criar novas cartas e ver se o deck faz algum estrago? Pessoalmente, não tenho nada contra, reprints de cartas como essas são sempre bem-vindos, e, como não se trata de uma coleção focada em reprints (como as de março, e como a vindoura coleção Brothers of Legend), não vejo problemas em trazer cartas novas a um deck já mais idoso haha.

Então é isso, rapaziada.

Obrigado por lerem até o final, e, por favor, comentem aí quaisquer opiniões sobre o texto e o formato que estou adotando no momento, se gostam ou desaprovam meus pitacos sobre as coleções. Logo mais, tenho a intenção de fazer um canal no YouTube (sim, eu sei, mais um), mas com um foco bem desfocado no jogo haha. Como disse no texto anterior, devo comprar caixas da Burst of Destiny, então o primeiro vídeo do canal deve ser de mim abrindo elas, ou algo relacionado à chegada de um item especial que comprei dos EUA, comigo abrindo a embalagem e explicando o processo que eu adotei de compra internacional (nada muito novo ou difícil de se fazer hoje em dia, mas que a galera pode se interessar).

Falooou!

Comentários

theman1606 comentou em 25/10/2021 12:22:24

eu sou o cara que te vendeu o prank-kids, thiagowildfire haha

thiagowildfire comentou em 25/10/2021 12:15:37

Qual o seu Whatsapp, rapazinho?

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com os nossos termos de uso.