[Rulings] Abolição dos 5 turnos extras em campeonatos | Yu-Gi-Oh!

Escrito por
Publicado em 03/06/2018
1196 Visualizações, 0 Comentários.

Olá galera!!

A partir desse mês, em campeonatos oficiais, mudará a regra dos extra turns.

Basicamente, o que acontecia era, se caso o tempo da partida acabasse, no próximo turno, começavam os 5 extra turnos. No final do 5º turno, quem estiver com mais PV ganha. Agora, ao invés disso, ao dar o tempo, o jogo acaba no final da fase em que os jogadores estão (draw phase, main phase etc.) e, quem tiver mais vida, de novo, vence a partida.

Apesar de ser uma mudança aparentemente simples e benéfica no sentido de velocidade, tanto pros jogadores quanto pro juíz, ela acaba gerando alguns problemas e  pseudo-regras em relação às jogadas, similar à “Cláusula Gorz”, que comentarei no futuro.

O problema principal que essa mudança irá trazer é: agora que o tempo é bem mais precioso, por não terem mais os turnos extras para, possivelmente, virar o jogo, surgirão mais casos em que o jogador reclamará do seu oponente por “slow play”, uma penalidade em campeonato cujo ocorre quando demora-se muito para prosseguir ao turno do oponente, atrasando a fluidez do jogo.

Uma situação que prevejo ser comum é: está na 3ª partida, faltando 2 minutos para terminar. Jogador A está ganhando e é a sua main phase. Ele finge que está pensando. Olha o cemitério, conta as cartas na mão do oponente até dar o tempo. No fim, ele espera acabar o tempo, passa o turno e ganha. Neste caso, o que deve ser feito é requisitar o juíz a dar uma penalidade ao oponente e, se achar necessário, dar uma extensão de tempo de até 3 minutos.

Outro problema que irá ocorrer é que pessoas que jogarão contra decks focados em combos extensos, como Gouki Knightmare ou Infernity (que, apesar de ser um deck meio datado, é o expoente em termos de loops infinitos), terão menos tempo para poder planejar e combater o seu oponente. Às vezes, em 2, 3 turnos, você poderia ter puxado a carta que teria te salvado em uma situação de perigo, mas não conseguiu pois grande parte do jogo o oponente estava preparando o seu campo indestrutível, gastando 30 cartas do deck e 20 minutos de jogo em apenas 1 turno.

Com essa mudança na regra, os jogadores estão condicionados, agora, a serem bem mais rápidos, possivelmente gerando mais miss plays, e, talvez, usarem mais tech cards que envolvem life gain, para não perderem depois que acabar o tempo. Ainda por cima, decks focados em burn terão muito mais notoriedade pois são os únicos que dão dano ao oponente fora da battle phase. Por isso, o que eu acho que vai acontecer daqui em diante é, caso a pessoa usar um deck full burn, ela irá esperar para ativar as cartas que dão mais dano no momento em que o tempo acabar. Caso isso ocorra em qualquer fase exceto na battle phase do oponente, ele tem a chance de virar no último instante.

Bom, vejamos se esta mudança trará resultados positivos ou não. 

Até a próxima!!

Comentários

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com os nossos termos de uso.