Boletim dos Artesãos - Głogowski Conquista a Divisão Safira

Escrito por artesaosdomagic
Publicado em 07/10/2019
140 Visualizações, 0 Comentários.

Olá e sejam bem-vindos a mais um Boletim dos Artesãos, munido com tudo o que de mais importante aconteceu no mundo do Magic na última semana. E hoje trazemos notícias dos primeiros impactos desse novo Standard pós-rotação, assim como atualizações do Magic Companion. Vamos logo saber o que aconteceu.

Piotr Głogowski Conquista a Divisão Safira

Nesse final de semana aconteceu a primeira decisão de divisão da Etapa de Eldraine da Magic Pro League, que vai decidir quem continua na liga, quem é rebaixado e quem vai buscar o título de Campeão Mundial no ano que vem.

Com o novo Standard os jogadores tiveram muito espaço para experimentar e eles mostraram isso bem na escolha de decks, que incluiu várias estratégias e combinações de cores diferentes. Ao fim da disputa de todos contra todos, quatro decks distintos passaram para a etapa de mata-mata.

Em primeiro lugar o japonês Rei Sato levava um Bant Golos com campanha 6-1 em seu terceiro Top 4 consecutivo na tentativa de ser o primeiro jogador a conquistar mais de uma divisão da MPL. Sua oponente na parte de cima da eliminação dupla seria Jessica Stephan, que levou seu Bant Food a um impressionante 5-2, que a colocou em seu primeiro Top 4 depois de desempenhos não tão empolgantes nas etapas anteriores.

Na parte de baixo estavam dois jogadores com recorde 4-3. Um deles era Reid Duke, que já liderava a MPL em pontos e buscava mais com seu Selesnya Adventures. Seu oponente seria o polonês Piotr Głogowski que também pilotava um deck focado em Aventuras, mas na combinação Golgari.

Dessa vez a experiência não foi um fator definidor nas disputas do mata-mata já que tanto Duke quanto Sato perderam suas partidas iniciais, sendo que Duke dava adeus ao torneio e Sato descia para a parte de baixo e teria mais uma chance de chegar às finais. Głogowski estava implacável, no entanto, e acabou com as ambições de seu oponente, chegando à Grande Final para enfrentar Stephan.

A final então ficou num confronto entre Bant Food e Golgari Adventure, estratégias fortemente baseadas nas novas cartas que chegaram com Trono de Eldraine. Foi um embate interessante, com certeza, e no fim os planinautas de Jessica Stephan, comandados por Oko, Thief of Crowns, sucumbiram frente a versatilidade e abrangência do deck de Piotr Głogowski, que com cartas como Questing Beast, Swift End // Murderous Rider e Edgewall Innkeeper tinha acesso a quase tudo incluindo ataque, defesa e vantagem de cartas.

 

Com a vitória, Piotr Głogowski ganhou vaga direto para o Dia 2 do Campeonato Mítico VII e se colocou em uma boa posição para a disputa pela vaga no Mundial.

As disputas da MPL vão dar uma pausa para o Campeonato Mítico V e retornam na semana do dia 26 de outubro com transmissão no canal oficial do Magic na Twitch.

O Momento de Bant Golos

O que se espera de um novíssimo Standard pós-rotação é um formato sem favoritos absolutos, onde todos ainda estão experimentando o alcance e a profundidade que as cartas e estratégias podem oferecer e se acostumando aos novos padrões. Bom, parece que Bant Golos não recebeu esse memorando, pois ele está arrebatando estas primeiras semanas de Standard.

O deck é centrado no conhecido terreno Campo dos Mortos, que não se abalou ao perder Metapaisagem e se adaptou rapidamente nas mãos de Golos, Peregrino Incansável, que permite e se beneficia do funcionamento de um deck que chega a ter 29 terrenos.

A grande adição de Eldraine para o deck é a poderosa mágica Once Upon a Time, que provê mais consistência ao deck tanto na hora de achar as preciosas cópias de Campo dos Mortos quanto na hora de encontrar os grandes finalizadores como Agente da Traição e Krasis Hidroide. A carta pode ainda brilhar ao encontrar o efeito de cólera presente na Aventura de Cast Off // Realm-Cloaked Giant em momentos chave do jogo.

O deck se aproveita bem de suas forças para desacelerar o início do jogo e trazer a inevitabilidade de um exército de zumbis no fim do jogo, de modo que tem encontros favoráveis contra uma grande parte dos outros decks e não entra em basicamente nenhum embate sem chances de vitória.

 

E a esmagadora maioria dos jogadores do Aberto da Filadélfia da Star City Games concordou que o deck era a melhor escolha para o torneio o que resultou em 13 dos 28 decks do Dia 2 do campeonato sendo Bant Golos. Uma fatia de incríveis 46% da parte de Standard do torneio.

O sucesso deu um susto em alguns jogadores desatentos e aqueles mais apressados já clamavam por um banimento, mas realmente ainda não há motivo para tanto. Por ser um campeonato de equipes a escolha de deck leva em conta muitos fatores que normalmente seriam irrelevantes ou inexistentes. Além disso, o sucesso de decks que brilham no começo de um formato às vezes dura pouco.

Para completar, paralelamente ao Aberto de Equipes, acontecia o Clássico de Standard, e nele, embora tenha garantido um bom 2º lugar, Bant Golos passou longe de ser o monstro que foi no outro campeonato, com apenas 3 representantes no Top 16.

De qualquer forma agora todos os olhos estão bem abertos e atentos ao deck. Será interessante observar como ele se adapta com o formato daqui para frente.

Atualizações no Companion

Já se passou mais de um mês desde que o Magic Companion foi disponibilizado em Beta para a comunidade e ele já recebeu algumas atualizações, sendo uma parte delas diretamente do feedback recebido pela equipe que trabalha no app.

A primeira mudança, no entanto, se dá na estética do Companion, que vêm progressivamente adicionando mais artes do goblin Feet’chur, que é a cara do produto, nas telas da aplicação. O objetivo é dar um ar de leveza e curiosidade para o Companion e o goblin, desenvolvido pelo artista Sam Wu, cumpre bem a missão.

Em termos de funcionalidade também temos mudanças. O Companion agora exibe os critérios de desempate para a determinação das posições de um dado torneio, de modo que não fique dúvidas sobre o recorde de cada jogador.

Outra atualização incluiu um relógio de rodada no aplicativo. Por enquanto só há a opção de ligar e desligar o relógio para rodadas de 50 minutos, mas no futuro será possível customizar essa duração.

O Magic Companion continuará recebendo atualizações no futuro com o objetivo de se tornar a ferramenta de auxílio definitiva para o jogador de Magic. Acompanharemos de perto esse desenvolvimento!

Assim finalizamos mais um Boletim dos Artesãos. Você acha que o sucesso do Bant Golos tem data de validade? Qual deck você considera o melhor posicionado no formato? E para quais jogadores você vai torcer nos torneios chave que se aproximam? Sinta-se livre para nos contar usando a seção de comentários. Você também pode nos alcançar por nossa página no Facebook ou Twitter. Obrigado pela leitura.

Thiago Santos dos Artesãos do Magic

Comentários