Yu-Gi-Oh! Amazônia #1: Sylvan

Escrito por CyberseTeamBR
Publicado em 29/08/2019
216 Visualizações, 1 Comentários.

"Sylvan", ou também conhecido como "Silvestre" em tradução para o Português é um Arquétipo de monstros Planta, lançados durante a era Yu-Gi-Oh! ZEXAL, na coleção Legacy of the Valiant. Cada monstro do Arquétipo, como o nome sugere,  é baseado em várias espécies de Árvores e Plantas. O nome do Arquétipo em Japonês (Shinra), é uma abreviação da palavra "Shinrabansho", que é uma tradução literal para "coisas da natureza". Isso também é um trocadilho com a palavra "Kamibansho", que significa "Deus da Natureza". Já o termo em inglês, "Sylvan", se refere a uma associação de florestas, principalmente aquelas onde encontramos diferentes espécies de madeira, sendo específicas para florestas como a California National Park, a Mata Atlântica ou a Floresta Amazônica.

- Diversidade? Nem Tanto! -

Apesar de ser um Arquétipo diverso em espécies, quase todos os monstros "Sylvan" possuem efeitos em comum, de escavar cartas do topo do Deck e enviar monstros Planta para o Cemitério. Por outro lado, os próprios monstros do Arquétipo possuem efeitos que são ativados quando os mesmos são escavados por um efeito. Ou seja, seu estilo de jogo consiste em escavar outras cartas do Arquétipo do Deck e enviá-las ao Cemitério, para ativar os seus efeitos, desde a destruição de cartas, e até mesmo de ressucitar monstros. Seus efeitos também permitem que, se as cartas escavadas não forem monstros Plantas, sejam colocados no fundo do Deck, para evitar Dead Draws e potencializar o poder do Deck, porém, esse efeito também pode enviar cartas boas para o fundo do Deck, e por esse motivo, é recomendável usar efeitos que reordenam as cartas no topo do Deck. Para isso, o Deck conta com cartas como Guardialho Silvestre, que é baseado no Carvalho, uma árvore milenar encontrada na Ásia e na América, inclusive no Brasil, em nossa flora, com extrema importância para geólogos e cientistas, pois ela aparece em locais com maior incidências de tempestade, sendo essencial para os estudos da natureza. Ele é um monstro que, ao ser enviado ao Cemitério, coloca 1 monstro Planta do Cemitério no topo do Deck, já prevendo qual carta será comprada e/ou escavada. 

Mas talvez o melhor monstro para cumprir com essa função seja a Arvoremita Silvestre. Inspirada na espécie Delonix regia (popurlamente conhecida como Flamboyant), que é originária de Madagascar, e que depois foi trazida para outros continentes como a América (Brasil, Venezuela, Colômbia, México e Peru, na Floresta Amazônica), essa espécie é muito utilizada para ornamentar ruas e parques, mas também possui características medicinais, já que liberam até 10x mais oxigênio para a atmosfera. Por causa dessa inspiração, a Arvoremita Silvestre é a que traz mais "vida" para o Arquétipo, já que, quando escavada, pode colocar as 3 cartas do topo do Deck em qualquer ordem, sendo uma mão na luva para as jogadas seguintes.

- Habitat Natural -

Além dos diversos monstros que o Arquétipo tem, ele também conta com Cards de Magia & Armadilha de extrema importância. A principal delas é Monte Silvestrea (que é uma representação do estado da Pensilvânia, EUA), que pode enviar monstros Planta da mão ao Cemitério, para depois escolhermos 1 carta "Sylvan" e colocarmos no topo do Deck. Além disso, durante a End Phase do oponente, podemos escavar a carta do topo do Deck (que já foi previamente colocada), e ativar o seu efeito. Outra carta muito poderosa nesse quesito é a Caridade Silvestre, que nos permite comprar 3 cards, e depois colocar 2 cards da mão no topo do Deck, incluindo um card "Sylvan", para que seja possível prever e prosseguir com nossos efeitos.

Por esse motivo, o Deck também conta com a ilustre presença do Sabiquoia Silvestre, um dos, senão o melhor monstro de Main Deck. Inspirado na Sequoia-gigante, a maior árvore do mundo, chegando a medir entre 85 e 115 metros de altura, é a única espécie do gênero Sequoiadendron ainda existente, e com extremos riscos de extinção. A sequoia mais velha do mundo é datada de 4.650 anos, e se encontra no Parque Nacional da Sequoia, na Califórnia. Começou a ser plantada no Brasil, na Floresta Amazônica, para que se adaptasse ao novo habitát, já que seu lugar de origem vem sendo destruído pela ação humana. Sua casca possui 60cm de espessura, e é utilizada como matéria prima no combate a incêndios, já que possui alta resistência ao fogo. O monstro já citado, possui um efeito que o permite entra facilmente em campo, e ao ser escavado ao Cemitério, nos permite adicionar 1 Spell/Trap "Sylvan" do Cemitério à nossa mão, sendo a principal reclycler do Deck.

- O seu papel nessa luta -

O post de hoje, além de nos fornecer o conhecimento técnico sobre um dos inúmeros Arquétipos do nosso jogo, também tem um propósito muito simples. Mostrar, ao longo dos posts dessa série, a importância da fauna, da flora e das inúmeras espécies que habitam a nossa Floresta Amazônica, assim como, em diferentes partes do mundo, e atentar para todos os desastres ambientais que vem sendo acarretados pela ação voluntária do homem. Lute pelo o que é seu, preserve a natureza, seja a favor da vida! Afinal de contas, muito mais do quê um jogo, Yu-Gi-Oh! também nos ensina a sermos cidadões, traz a cultura, e imensa diversidade. A Amazônia é o pulmão do mundo, e cerca de 20% de todo oxigênio existente do planeta provém de lá! Vencer um duelo não se resume só em zerar os pontos de vida do oponente, mas também se resume em lutar contra tudo que é errado.

Viva a Floresta! 

Att, Cyberse Team BR!

Comentários

KaibaDng comentou em 29/08/2019 11:42

Meus parabéns, tenho o deck Sylvan e adorei o artigo, #forçaAmazônia