Boletim dos Artesãos - Fim da Etapa da Centelha e Magic na Netflix

Escrito por artesaosdomagic
Publicado em 10/06/2019
182 Visualizações, 0 Comentários.

Sejam bem vindos ao primeiro Boletim dos Artesãos, trazido a vocês pelos Artesãos do Magic. Aqui iremos reunir e discutir brevemente tudo o que de mais importante aconteceu na última semana no Magic: the Gathering, incluindo todos os seus aspectos, do jogo competitivo ao casual, do Construído ao Limitado, e também, é claro, as investidas do Magic nas outras mídias.

Fim da Etapa da Centelha

Nessa última sexta foi realizada a última das cinco semanas de partidas da Etapa da Centelha da competição interna da Magic Pro League, que definiu quais jogadores passariam diretamente ao Dia 2 do Campeonato Mítico III, que ocorre em Las Vegas semana que vem, o primeiro Campeonato Mítico a ser disputado pelo Arena, com o formato Standard Melhor-de-3.

Brad Nelson foi o grande vencedor dessa etapa, não apenas conquistando sua divisão, Esmeralda, mas também terminando como o único jogador invicto entre todos os competidores, com sete vitórias. Na divisão Pérola, com o recorde de 6-1, assim como os demais classificados, o vencedor foi Brian Braun-Duin e na divisão Safira o vencedor foi Rei Sato. Na divisão Rubi dois jogadores ficaram empatados no número de partidas vencidas, sendo que o número de jogos vencidos foi o critério usado para dar vantagem a Ken Yukuhiro sobre William Huey Jensen. Parabéns aos classificados!

Já os brasileiros tiveram resultados modestos nessa primeira etapa da MPL. Carlos Romão terminou com um recorde de 3-4, enquanto Lucas Esper Berthoud finalizou sua campanha com um 4-3, mesmo recorde de Paulo Vitor Damo da Rosa, que era o único brasileiro com chances de vencer sua divisão ao início da última semana.

Além da classificação final, outro aspecto que vale comentário é o desempenho da transmissão semanal da MPL, que começou com um estrondoso número de mais de 50 mil espectadores, mas terminou em baixa, com menos que um décimo disso.

Muito do baixo número da última semana pode ser atribuído à mudança de dia da transmissão, que normalmente ocorre aos sábados, mas foi adiantada para não concorrer com o pré-lançamento de Modern Horizons. Há também outras reclamações, como o fato de as partidas serem previamente gravadas e não haver uma câmera mostrando a reação dos jogadores durante a partida.

De todo modo, pontos fortes também podem e devem ser apontados, que incluem a equipe de transmissão muito entrosada e com conhecimento do jogo, e outros fatores devem ser considerados, como os bons números que a transmissão tem nos vídeos que posta no YouTube, de forma que será interessante ver se e quais ajustes serão feitos à MPL nas etapas a seguir.

Classificação final da Etapa da Centelha da MPL

O Mulligan de Londres

A partir do lançamento da Coleção Básica de 2020 o Magic adotará um novo tipo de mulligan em todos os seus formatos competitivos, o Mulligan de Londres, que vem para substituir o atual Mulligan de Vancouver.

Esse novo mulligan funciona de forma que, toda vez que você está insatisfeito com sua mão você compra até sete cartas, o número da sua mão inicial, e quando decidir mantê-la você escolhe um número de cartas igual ao número de mulligans tomados e as coloca no fundo do seu grimório na ordem que você escolher. Não há vidência (scry) como havia no Mulligan de Vancouver.

A mudança definitiva já era esperada em virtude da alta popularidade que o Mulligan de Londres obteve enquanto era testado, tanto por profissionais tanto por jogadores mais casuais. Além disso, os decks considerados "injustos", que seriam os maiores beneficiários da mudança, falharam em obter uma grande vantagem tanto em popularidade quanto em porcentagem de vitórias no Campeonato Mítico II, o grande palco para o teste do novo mulligan, e, segundo a Wizards, o mesmo se repetiu nos testes do Magic: the Gathering Online (MOL).

Enquanto a Wizards avalia que essa será uma mudança positiva para o jogo como um todo, essa opinião não é unânime. Alguns profissionais avisam que o novo mulligan tornará o jogo mais homogêneo, já que os decks terão acesso às suas melhores cartas com mais consistência.

Nenhuma mudança à Lista de Banidas e Restritas foi feita em virtude do Mulligan de Londres, mas todos os formatos serão acompanhados de perto enquanto os jogadores se adaptam à nova regra.

Magic nas Telinhas

A Netflix anunciou uma parceria com a Wizards para a produção de uma série animada de Magic: the Gathering com os irmãos Joe e Anthony Russo, que dirigiram Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, como produtores, responsáveis pela criação e supervisão de uma nova história no universo de Magic.

Uma equipe de peso foi colocada em torno da produção, que une nomes que trabalharam em grandes projetos. Os responsáveis por liderar o roteiro e também os showrunnerns da produção serão Henry Gilroy, de Star Wars Rebels e Star Wars: The Clone Wars, e Jose Molina, de The Tick e Agent Carter. O estúdio Bardel Entertainment, que trabalhou em Rick e Morty e Jovens Titãs em Ação, ficará a cargo da animação e a Octopie cuidará da produção da série.

Caso o projeto seja realizado essa será a primeira produção de Magic a chegar às telas. Os fãs de MTG, embora tenham motivos para estarem cautelosos, visto os filmes que nunca viram a luz do dia, estão confiantes e animados que os nomes de peso trazidos, assim como a experiência da Netflix com outras animações, como Devilman Crybaby, Castlevania e BoJack Horseman, possam finalmente criar essa peça de entretenimento tão esperada.

Imagem de Tease para a parceria entre Wizards e Netflix centrada na personagem Chandra

Red Bull Untapped

Em uma outra parceria, com a Red Bull, foi anunciado o campeonato Red Bull Untapped, com premiação total de U$200 mil, um Top 8 final acontecendo na Red Bull Gaming Sphere em Londres dia 4 de agosto e o campeão sendo convidado para o Campeonato Mítico de Richmond.

O campeonato terá 4 classificatórias, 2 no Arena e 2 físicas, estas últimas acontecendo em Florença, na Itália, e Bruxelas, na Bélgica. As estapas no Arena terão Standard Melhor-de-3 como formato e serão realizadas dia 29 e 30 de junho, com 256 competidores cada, já as etapas físicas terão 226 competidoras cada que jogarão uma combinação de Modern e Limitado de Modern Horizons. A etapa de Florença ocorre dia 6 de julho e a de Bruxelas dia 7 de julho. Os finalistas de cada etapa irão às Finais, que ocorrerá pelo Arena, formado Standard Melhor-de-3.

As inscrições podem ser feitas até 10 de junho no site da FaceIt e é importante salientar que, embora inscrições de todo o mundo sejam aceitas, uma parte das vagas é exclusiva a jogadores europeus.

Essa é uma iniciativa muito interessante e exemplifica algo que a Wizards apontou há algum tempo de termos campeonatos grandes realizados por outras empresas. Além disso, caso esse projeto tenha sucesso, esperamos que se expanda para outras regiões do globo e não fique restrito somente à Europa.

Logo do Campeonato Red Bull Untapped

Um Bilhão de Jogos no Magic Arena

Para fechar em comemoração, a Wizards anunciou que o Magic Arena alcançou a incrível marca de 1 Bilhão de partidas jogadas desde que entrou em seu Beta Aberto em setembro do ano passado.

O número mostra um crescimento contínuo da plataforma enquanto ela ainda continua sendo desenvolvida e ajustada, sendo usada em grandes campeonatos de eSports seja pela própria Wizards por outras iniciativas.

Para celebrar use o código "OneBillion" sem as aspas na plataforma para ganhar um booster de Guerra da Centelha.

Imagem de celebração a 1 Bilhão de Jogos no MTG Arena

E esse é o fim do primeiro Boletim dos Artesãos, esperemos que muitos estejam por vir! O que você acha do Mulligan de Londres? Pra quem irá torcer no Campeonato Mítico III? Está empolgado para a série de Magic na Netflix? Sinta-se livre para nos contar usando a seção de comentários. Você também pode nos alcançar por nossa página no Facebook ou Twitter. Obrigado pela leitura.

Thiago Santos, dos Artesãos do Magic

Comentários